Saudade da Vó Mina!!










Hoje pra mim seria um momento muito alegre e feliz, dia que aprendi com esta pessoinha que esta ai na foto a amar o natal, pois para ela era o dia que ela mais gostava .Dia 24 , véspera de natal e tb seu aniversário.Eu mesma já postei aqui uma mensagem de saudade, que dizia assim:
Não sei se saudades tem cor. Dizem que sim. O que eu sei é que ela tem forma, tem gosto, tem cheiro e peso também. E, acredite, ela tem asas. Se não, como nos transportaria tantas vezes a lugares tão distantes? E sei ainda que ela se agiganta quando mais tentamos diminuí-la .Sei que ela dói de dor intensa e sem remédio. Se não fosse ela, não sei se teríamos consciência do tamanho da importância das pessoas para gente. Porque quando amamos alguém a saudades já chega por antecipação, sorrateira disfarçada de algo que não conseguimos decifrar. É aquela dor fininha de não sei o que, a angústia boba que nos invade só de imaginar a separação. E agente fica meio sem saber o que fazer. Mas é assim... É uma dor que gostamos de sentir, um sabor que queremos provar, é algo que não sabemos explicar. Mas é quase palpável. É amor disfarçado de muita coisa.São emoções guardadas bem lá no fundo. Saudades... Do que foi. E do que vai ser. Saudades que nos acompanha para diminuir a solidão e que nos mostra, sobre tudo que estamos vivos. Aprendi ainda que saudades não mata. É só quase. A gente pensa que vai morrer. Mas sobrevive sempre, porque ela traz escondidinha nela uma outra coisa que chamamos de esperança. Que nos ajuda a caminhar. Porque saudades, como o amor, não é cega. Saudade vê mais além
O que diz ai nesta mensagem é a mais pura verdade, pois pra mim saudade tem cor sim , cor de natal. Ela tem foram sim , forma de desta flor, chuva de ouro que ela fazia questão de decorar a casa inteira com esta orquídea. Ela fazia com que três dias antes do natal , eu meu primo Zeca, sua secretária e quase filha Lica e ela própria saíssemos a catar no morro que tinha atrás da casa dela. Era um dia muito especial para nos três, pq a gente fazia tanta festa, brincávamos de esconder dentro do mato, mas eu ali bem pertinho dela, pois era pequena e muito apegada a ela. Vínhamos com lindos buquês.
Saudade tem gosto sim , de nozes, castanha portuguesa, peru e todas as guloseimas que ela colocava na mesa. Saudade hoje tem peso sim, pra mim que tento levar aqui em casa um pouquinho do que ela me ensinou. A amar o natal independente de presente, mas sim de ver toda a família reunida. Apesar de que hoje nossa família esta afastada por contingências da vida. Mas o que importa foi o que ela me ensinou, que mesmo com as cinco pessoas que estarão aqui na casa onde ela viveu seus últimos anos, vamos sentar na mesa esta noite e ver a mesa colocada como ela sempre me ensinou. Com muita fartura, coisas gostosas com as receitas que ela passou para mim. Mas com uma dor contida no peito de uma saudade que cisma em não passar.
Para ti minha amada e querida vó Mina.
Vou te amar sempre onde estiveres!!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

1 comentários:

Cátia Amélia disse...

Agradeço do fundo do meu coração a você que considero como amiga de verdade;não me importo com a distância, o importante é que temos consideração uma com a outra e dividimos o amor por artesanato!
Um ANO NOVO de muitas realizações pra você amiga e que em 2011 estejamos aqui sempre juntas!
Beijinhos no coração!